Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques

Em Breve!

Newsletter





Brasileiros voltam a ser maioria dos turistas em Miami
Após duas temporadas anuais em queda, o Brasil voltou a liderar o ranking de países que mais enviaram turistas para Miami em 2018. Segundo o Greater Miami Convention & Visitors Bureau (GMCVB), cerca de 462.000 brasileiros passaram mais de uma noite no destino. Outros dois países da América Latina completam o pódio – Colômbia, com 422.000 visitantes e Argentina, com 364.000. Já o Canadá, que em 2017 ocupava o primeiro lugar da lista, ficou na quarta colocação com 357.000 turistas.

O ano de 2018 foi de quebra de recordes históricos para Miami. A cidade registrou a marca de 23,3 milhões de visitantes no ano, somando os 16,5 milhões que passaram mais de uma noite na cidade e os 6,8 milhões que ficaram apenas pelo dia. Este alto volume de turistas gerou impacto econômico positivo de US$ 18 bilhões para a cidade, impulsionado principalmente por visitantes internacionais, que representaram 35% do total de visitantes e que contribuíram com cerca de 54% deste valor. O segmento de viajantes de fora dos EUA foi o que registrou maior taxa de crescimento, subindo 4,1% de 2017 para 2018. Já Nova York continua como o maior mercado doméstico (descontando Residentes da Flórida) de Miami, contribuindo com mais de 1,2 milhão de visitantes ou 20% do total do mercado.

“O mercado de visitantes internacionais continua a ser prioritário para nós uma vez que vemos a Grande Miami ressurgir como um destino preferido por Residentes da Flórida e pelas pessoas que só querem aproveitar o dia na cidade”, diz William D. Talbert III, CDME, Presidente e CEO do GMCVB. “Estamos orgulhosos em oferecer aos nossos parceiros da indústria local o que existe de mais recente e avançado em insights e pesquisas para a indústria do turismo. Esta metodologia expandida e abordagem ajuda o GMCVB e nossos parceiros a desenvolver programas de marketing e de vendas mais específicos e direcionados para cada segmento.”

PortMiami e MIA impulsionam número de visitantes

Idas a Miami para realizar viagens de navio também continuaram a crescer, com mais de um a cada 10 visitantes viajando ao destino para embarcar em cruzeiros. Um recorde de 6 milhões de passageiros passaram pelo PortMiami, crescimento de 12,5% ante 2017, refletindo o interesse cada vez maior neste tipo de viagem. O GMCVB também manteve parceria com o Miami International Airport (MIA) e deu boas-vindas a novas rotas provenientes de lugares como Santa Marta, na Colômbia, com a VivaAir Colombia; Brasília e Fortaleza, no Brasil, com a GOL Linhas Aéreas; oito novas rotas da American Airlines entre outros. Mais de 22 milhões de passageiros desembarcaram no MIA em 2018, resultando em um ano recorde de chegadas no destino com um aumento de 2% ante 2017. Em 2018, cerca de dois terços dos visitantes que passaram a noite na Grande Miami chegaram de avião, solidificando a importância do MIA para o ecossistema do turismo local.


Hotéis em primeiro lugar

Em 2018, o GMCVB também deu continuidade a iniciativa ‘Hotels First’ (Hotéis em Primeiro Lugar, em português), que coloca os hotéis no centro de seus esforços globais de marketing e branding com o objetivo de aumentar o desejo e a demanda do mercado hoteleiro da Grande Miami. A região registrou a maior taxa de crescimento do ADR (Average Daily Rate) entre os Top 25 mercados hoteleiros dos EUA. O aumento de 6,1% sobre 2017 resultou em um ADR médio de US$ 199,35 em 2018. O destino fechou o ano com hotéis registrando taxa média de Ocupação de 76,7% – aumento de 0,3% ante o ano anterior. Estes dois resultados culminaram em um RevPAR (Revenue per Available Room) de US$ 152,81, rendendo um aumento geral de 6,3% para Grande Miami e suas Praias. Similar ao ADR, o RevPAR subiu substancialmente e ficou em 2º lugar em taxa de crescimento no ano entre os 25 maiores mercados hoteleiros dos Estados Unidos. A cidade alcançou outra marca histórica ao vender um total de 15,6 milhões de diárias de hotéis em 2018 – aumento de 1,5% ante o ano anterior. Houve quebra de recordes também na geração de empregos pelas indústrias de hospitalidade e turismo, com 142.100 novas vagas.

Novo centro de convenções e hotel vão movimentar o destino

De olho no futuro com a recente inauguração do Miami Beach Convention Center (MBCC), que passou por renovação de US$ 625 milhões, e liberação da construção de um novo hotel ligado ao espaço de eventos, o GMCVB está novamente agendando convenções de negócios e promovendo forte impacto econômico local gerado pela indústria de reuniões. O órgão continuará trabalhando em suas campanhas de marketing focadas na indústria de reuniões para contemplar estratégias de vendas, relações públicas, publicidade e programas digitais com o objetivo de atrair grandes eventos para o destino.

A indústria de reuniões, bem como o lado de entretenimento do turismo de negócios de Miami, está passando por avaliação durante o processo de planejamento estratégico do GMCVB chamado DestinationMiami. Este processo é um planejamento focado em ações e pensamento futuro criado para endereçar assuntos críticos para a indústria de turismo e viagem da Grande Miami. O DestinationMiami vai analisar de perto os ativos e desafios da cidade para desenvolver um plano que vai mover a indústria de viagem e turismo para frente ao longo dos próximos cinco anos. Este processo irá analisar as tendências da indústria de turismo da Grande Miami e criar um plano para manter o destino como uma marca global altamente desejável em um mercado competitivo e que vive em constante mudança.

Para mais informações sobre a iniciativa de planejamento estratégico do GMCVB.


Fonte; www.jornalturismoeeventos.com.br


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA