Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques


Newsletter





INFRAERO começa a operar o novo sistema de pousos e decolagens do Aeroporto de Guarulhos
São Paulo – A INFRAERO apresentou, nesta terça-feira (11/12), a sua atuação no projeto Agile GRU, que vai aprimorar o controle das operações de chegadas e partidas do Aeroporto Internacional de Guarulhos (SP). A empresa é responsável pela torre de controle e vai adotar procedimentos de pousos e decolagens simultâneos, o que dará mais rapidez, eficiência e segurança à movimentação de aeronaves do maior aeroporto do País.

Com os novos procedimentos as chegadas e partidas controladas pela INFRAERO em Guarulhos passam a aproveitar melhor a estrutura do aeroporto e do espaço aéreo. Isso porque uma aeronave poderá pousar por uma das cabeceiras enquanto, na pista ao lado, estiver ocorrendo uma decolagem, desde que as condições meteorológicas estejam visuais. Esses fatores garantem toda a segurança do procedimento.

“Essa nova operação vai aumentar a fluidez no tráfego de aeronaves voando e em solo. Isso ajudará a diminuir os atrasos e a reduzir o consumo de combustível e emissão de CO2. Além disso, com o tráfego aéreo mais ágil, é possível até mesmo favorecer o Aeroporto de Congonhas com menos esperas pelas aeronaves, por exemplo”, explica o superintendente de Gestão da Navegação Aérea da INFRAERO, Marcus Gurgel.

A decisão conjunta entre os elos e a maior agilidade nas operações vão levar em conta um ponto favorável do aeroporto – a disponibilidade de operações visuais. De acordo com a concessionária GRU Airport, cerca de 95% das operações ocorrem em condições visuais.

“Para absorver o movimento que poderá aumentar, em dezembro começam as obras de construção do pátio 7, com investimento de R$ 100 milhões”, afirma o diretor de Operações da GRU, comandante Miguel Dau.

Capacitação
A concepção do projeto Agile GRU teve como referência as operações do Aeroporto Internacional de San Francisco, nos Estados Unidos, onde a distância entre as cabeceiras das pistas é de 230 metros. Em Guarulhos, a separação é de 375 metros. A partir do modelo adotado lá, as análises e decisões foram adequadas à realidade de Guarulhos pelos participantes do projeto.

A INFRAERO capacitou seus 58 profissionais de tráfego aéreo na EPTA São Paulo/Guarulhos. Eles estão atualizados e prontos para fazer o controle das operações de acordo com os novos procedimentos. Os treinamentos foram ministrados entre julho e dezembro deste ano, com briefings operacionais, aulas teóricas, testes e simulado, em tempo real, na Torre de Controle 3D do Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), em São José dos Campos (SP). Ao todo, foram 4,8 mil horas de treinamento. Ao todo, R$ 1,3 milhão foram investidos no treinamento dos controladores civis e militares.

“Já é pratica usual no Aeroporto de San Francisco e o nosso objetivo é contribuir para trazer as melhores práticas para os países onde a gente opera”, declarou o diretor assistente de Segurança Operacional e Operações de Voo da Iata, Júlio César de Souza Pereira.

Com isso, a operação do sistema de controle de tráfego aéreo na torre de controle do Aeroporto de Guarulhos passa a se aprimorar para atender ao maior aeroporto do País e da América do Sul, responsável por movimentar uma média de 830 pousos e decolagens por dia, além de cerca de 40 milhões de passageiros por ano.


Fonte: www.jornalturismoeeventos.com.br


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA