Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques


Newsletter





Turismo presente na Expotel em São Paulo
Além de feira de produtos para hotelaria, evento promove debate sobre segurança, sustentabilidade e acessibilidade no turismo

A 3ª edição da Exposição de Produtos e Serviços de Hospitalidade de São Paulo (Expotel) começou nesta segunda-feira (25) com a presença do ministro interino do Turismo, Alberto Alves. Ao abrir os debates e a feira de hotelaria, ele destacou os temas em discussão nos três dias do evento. “Segurança, sustentabilidade e acessibilidade são da maior importância para a hotelaria e também para os outros segmentos do turismo”, disse Alberto Alves.

O titular da Pasta, Vinicius Lummertz, que se encontra em Moscou participando das ações de divulgação do turismo do Brasil na Copa do Mundo da Rússia, gravou um vídeo onde destaca o papel da hotelaria como fundamental para alavancar os destinos brasileiros e desenvolver a economia do turismo com a geração de emprego e renda. “O turismo avança. Estamos gerando empregos. Nós acreditamos no turismo como forma de desenvolver o Brasil”, disse Lummertz ao saudar os hoteleiros.

Para o ministro interino, segurança, sustentabilidade e acessibilidade são pilares fundamentais para o desenvolvimento da atividade turística e estão contemplados como prioridade no Plano Nacional de Turismo 2018/2022. “Somente a sinergia estratégica entre hotelaria, governo, academia e trade, como propõe esse evento, nos fará alcançar as metas do Plano Nacional de Turismo”, ressaltou. “Eventos desta natureza contarão sempre com o apoio do Ministério do Turismo, pois trazem ao centro dos debates questões de interesse para o trade turístico e para os gestores públicos”.

Alberto Alves disse que a Pasta tem como metas dobrar o número de visitantes estrangeiros para 12 milhões até 2022, chegar aos US$ 19 milhões em receitas e incluir cerca de 40 milhões de brasileiros no mercado doméstico de viagens. São estimados também a geração de dois milhões de novos empregos através do turismo. “A hotelaria tem papel relevante neste desafio já que é um segmento que tem o DNA do nosso setor. Sem hotel, o mercado de viagens e turismo não existiria e, com certeza, a geração de empregos no setor ficaria comprometida”, destacou Alves.

Alves destacou ainda a importância da capital paulista para o turismo brasileiro. O estado é o maior polo emissor doméstico e principal destino de negócios. A cidade, segundo pesquisa de demanda internacional (Fipe/MTur,) recebeu no ano passado 44% da demanda de turistas estrangeiros em viagens de negócios ao Brasil e ficou na 4ª posição entre as mais procuradas como destinos de lazer, depois do Rio de Janeiro, Florianópolis e Foz do Iguaçu.

EXPOSIÇÃO – A 3ª Expotel reúne 60 prestadores de serviços e fornecedores de equipamentos para o setor de hospitalidade no Centro de Eventos Frei Caneca, em São Paulo. São esperados cinco mil hoteleiros nos três dias de evento. “O segmento de hospedagem no Brasil é um mercado em expansão e o Ministério do Turismo tem colaborado muito com o nosso setor”, destacou Bruno Omori, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-SP) ao abrir a exposição. São 180 mil quartos de hotel somente em São Paulo.



Fonte: Mtur


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA