Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques


Newsletter





Vai para o Chile? colocou o Valle Nevado no roteiro?
O uso de roupas térmicas é só o primeiro passo para não congelar no intenso frio da Cordilheira dos Andes

Com as férias de inverno se aproximando no hemisfério sul, cresce a vontade do brasileiro de se aventurar em algum destino de neve. Como no Brasil não neva o suficiente, nosso vizinho, o Chile, é destino certo para a temporada 2018. Se você planeja o roteiro pela primeira vez, alguns cuidados são necessários para que a viagem ocorra da melhor maneira possível, evitando imprevistos e possíveis dores de cabeça. Pensando nisso, o Valle NevadoSki Resort elaborou uma lista de dicas para quem vai curtir a estação de esqui preferida pelos brasileiros.
1-Transporte

Mesmo estando localizado a apenas 46 km do centro de Santiago, o caminho até o Valle Nevado requer cuidado. A estrada é estreita e cheia de curvas sinuosas. Ao todo, são mais de quarenta curvas. Para quem não está acostumado com o trajeto e nem possui habilidade em dirigir na neve, o recomendado é não ir por conta própria. O ideal é que o turista contrate algum sistema de transfer – privado ou excursão. Já no aeroporto de Santiago, a Turistik (link para o site) é uma das empresas que oferecem serviços esse serviço até o Valle Nevado.
2- Roupas apropriadas

Incluir na mala peças adequadas para uma temperatura abaixo de zero é importante para conseguir aproveitar cada momento no Valle Nevado. Então, esqueça aquela jaqueta “quentinha” usada no inverno da maioria das cidades brasileiras já que, provavelmente, ela não será suficiente para proteger do frio da Cordilheira dos Andes. O ideal é vestir-se em camadas, com segunda pele térmica, agasalhos e calças impermeáveis. Para qualquer eventualidade, há lojas no resort onde é possível alugar calças, jaquetas, luvas e capacetes, além de uma charmosa ruazinha de pedestres com lojas das principais marcas especializadas em frio e neve. Para não congelar os pés, prefira um calçado impermeável também, já que a neve acaba molhando. Gorro, cachecol, luvas e óculos com proteção UVA/UVB são indispensáveis, pois a luz do sol refletida na neve potencializa o efeito dos raios solares, podendo prejudicar a visão e queimar a pele.
3- Saúde

Principalmente por conta da luz refletida na neve queimando a pele, aceite aquela velha recomendação dos dermatologistas sobre o uso de protetor solar todos os dias e acrescente no seu nécessaire um protetor labial e um hidratante. Fazendo o básico, você evita queimaduras e o ressecamento da pele. Além disso, não esqueça de tomar muita água, evitar refeições pesadas e nunca sair com o cabelo molhado. Sua saúde agradece! Para os prevenidos de plantão, vale incluir analgésicos, umidificantes nasais e pomadas para dor muscular.

4- Amenize o Mal de Altitude

O Mal de Altitude é uma resposta do seu corpo tanto a altitudes altas como baixas, se houver uma grande variação de pressão do ar e oxigênio. O Valle Nevado fica situado em um dos pontos mais altos da Cordilheira dos Andes, a mais de três mil metros acima do nível do mar. Então, vale a pena se prevenir! Algumas das dicas para amenizar os efeitos dessa mudança são: respirar fundo e mais vezes, já que nosso corpo costuma ficar cansado mais rápido; beber bastante água, no mínimo 3 litros por dia, pois em altitudes mais elevadas o ar tende a ser bastante seco; evitar alimentos pesados e não exagerar nas bebidas alcoólicas. Alguns medicamentos podem ser encontrados nas farmácias do Chile para prevenir o mal-estar, mas não os tome sem a recomendação de seu médico.
5- Equipamentos

É de extrema importância a utilização do capacete durante a prática de esqui ou snowboard, pois mesmo que a pista não ofereça muito risco, o acessório pode diminuir as consequências para a cabeça decorrentes de quedas ou acidentes que possam ocorrer. A bota e o esqui também devem ser adequados ao seu tamanho para evitar torções no pé ou desconforto. Os especialistas das lojas de aluguel de equipamentos do Valle Nevado vão escolher o conjunto ideal para cada pessoa, considerando também o nível de experiência de cada esquiador.
6- Reconhecimento de terreno e adaptação ao clima

Fazer o reconhecimento das mais de 40 pistas da estação antes de sair esquiando montanha abaixo é a melhor opção mesmo que você tenha um pouco de prática ou esteja na companhia de alguém com mais experiência. O Valle Nevado oferece aulas para todos os níveis – particulares ou coletivas – e os valores podem ser consultados no site oficial da estação ou diretamente na Escola de Neve. Consulte o mapa de pistas antes de partir para a aventura!
7- Seja prudente

Esquie somente em pistas habilitadas para o seu nível. As pistas do Valle Nevado são divididas e identificadas por cores, sendo as verdes as mais fáceis, as azuis, de nível intermediário, e as vermelhas e pretas, as mais difíceis. Na dúvida, consulte as sinalizações ou converse com o seu instrutor.
8- Excesso de bagagem

Com a recente decisão das companhias aéreas em cobrar pelo volume de bagagem despachada de acordo com as condições da passagem comprada, não se esqueça de verificar a franquia permitida antes de embarcar e evite gastos desnecessários. Alugar roupas na estação de esqui pode sair mais barato do que pagar pelo excesso de bagagem.

Reservas:

Telefone: 0800 892 1047 | E-mail: reservas@vallenevado.com | Site: http://www.vallenevado.com/pt/ | App: iOS ou Android | Tour operadores brasileiros credenciados


Fonte: https://diariodoturismo.com.br


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA