Cadastrar
Esqueci minha senha
Usuário: Senha:
Logar
Você pode utilizar nossa busca por palavra chave ou utilizar os critérios ao lado para obter uma listagem.

Buscar
Buscar
Selecione o Estado Categoria


GASTRONOMIAHOSPEDAGEMINFORMAÇÕES ÚTEIS
Selecione a Cidade Sub-Categoria


Destaques


Newsletter





07 de março, dia do fuzileiro naval. Parabéns a todos !

Um fuzileiro naval é um militar pertencente a um corpo de infantaria de marinha de alguns países. No âmbito de uma marinha, os fuzileiros são normalmente os especialistas na realização de operações de assalto anfíbio, nas abordagens no alto mar, na segurança e ordem interna nos navios de guerra e na defesa das instalações navais em terra. Normalmente, os fuzileiros navais são rigorosamente selecionados e recebem um treinamento especial, sendo considerados tropas de elite.

O termo fuzileiro refere-se à antiga designação genérica dos soldados de infantaria armados de espingarda (também referida como fuzil). Os soldados de infantaria embarcada de algumas marinhas passaram a ser designados fuzileiros ou fuzileiros navais. Como designação do membro da infantaria naval, o termo é utilizado nas marinhas do Brasil e de Portugal, bem como na generalidade das restantes marinhas da CPLP. Tanto os fuzileiros portugueses como os brasileiros descendem remotamente do Terço da Armada da Coroa de Portugal criado no século XVII.

Para além das marinhas da CPLP, o termo fuzileiro também é usado na Marinha Francesa (fusilier marin) e na Armada do Uruguai (fusilero naval). Por outro lado, frequentemente também são traduzidas para o português como fuzileiros navais algumas designações estrangeiras de unidades, soldados de infantaria naval, como o termo inglês marines ou o termo neerlandês mariniers.

Brasil

Os cerca de 18 000 fuzileiros navais brasileiros formam o Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil. Geralmente quando se fala apenas fuzileiro, subentende-se que se refere à fuzileiro naval.

O elemento principal do CFN é Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE). A FFE, por sua vez, integra a Divisão Anfíbia (de escalão brigada) que constitui a principal unidade dos fuzileiros navais, integrando um batalhão de comando e controle, três batalhões de fuzileiros navais, um batalhão de artilharia, um batalhão de blindados e um batalhão de controle aerotático e defesa antiaérea. Além da divisão anfíbia, o CFN possui dentre outros a Tropa de Reforço, o Batalhão de Operações Especiais (Batalhão Tonelero), o Batalhão de Operações Ribeirinhas e o Comando da Tropa de Desembarque.

O Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil tem origem no contingente da Brigada Real de Marinha de Portugal, que chegou ao Brasil - acompanhando a Família Real Portuguesa - em 1808. Com a Independência, o contingente da Brigada Real de Marinha que ficou no Brasil passou a designar-se Batalhão de Artilharia de Marinha. Em 1864 passou a chamar-se Batalhão Naval, em 1895 Corpo de Infantaria da Marinha, em 1924 Regimento Naval e em 1932 Corpo de Fuzileiros Navais.


Fonte: Wikipédia


Selos

Turismo Agora - informações turisticas pelo fone: (53) 3228-3819.
Tire suas dúvidas rapidamente com nosso atendimento online 24 horas por dia.

Termos e condições de uso

Copyright © 2008 TRACKDATA